Como conquistar longevidade e qualidade de vida

Como conquistar longevidade e qualidade de vida

A expectativa de vida no Brasil deu um salto de 2000 para 2016, quando subiu de 69,9 para 75,1 anos. Dados divulgados pelo IBGE mostram que em 2018 houve um aumento na expectativa de vida do brasileiro onde a mesma subiu para 76,3 anos.

Não há uma receita milagrosa para conter o envelhecimento, entre tanto há hábitos que retardam o processo e contribuem para uma vida longa e feliz.

Cultivar amizades e relações interpessoais ajudam a promover uma rotina mais saudável e ter apoio reduzindo o risco de doenças e sentimentos de isolamento.

Cultivar amizades e relações interpessoais ajudam a promover uma rotina mais saudável e ter apoio reduzindo o risco de doenças e sentimentos de isolamento na terceira idade.

O consumo excessivo de calorias ou desnutrição não assombram somente os mais velhos e sim todas as gerações podendo trazer sequelas futuras e afetando a qualidade de vida.  Ter uma dieta equilibrada e variada contribui para a diminuição de Diabetes e outras doenças que podem se agravar com o descuido da alimentar ou surgirem decorrentes dessa situação.

Envelhecer é um processo natural da vida, por isso é importante se atentar os detalhes que contribuem para a longevidade e qualidade de vida.

É de fundamental rever seus hábitos, pois são fatores determinantes de sua qualidade de vida. É fato que todas as nossas atitudes terão reflexos em nosso corpo ao envelhecer.
Hábitos como descuido da alimentação, sedentarismo, estresse elevado, tabagismo são alguns fatores determinantes do nosso futuro.

É de grande importância reforçar a o impacto de uma boa alimentação ao longo da vida, muitas vezes os sinais que sua alimentação está irregular só aparece junto a idade, impactando diretamente na longevidade.

Alimentos gordurosos, com excesso de açúcar e industrializados devem ser evitados ao máximo, pois potencializam as chances de doenças e um exemplo é a diabetes.

O consumo de legumes, frutas, vegetais e grãos, mas não se pode deixar cair na armadilha de comer o máximo que suporta quando está ingerindo alimentos saudáveis pois o corpo só irá se sentir saciado após uns minutos da alimentação.

Alguns alimentos contribuem na prevenção de doenças, o gengibre é um exemplo, tendo efeitos anti-inflamatórios, entretanto tudo em excesso faz mal por isso deve-se ter controle no uso dessa raiz uma vez que a mesma afina o sangue.

O brócolis contém os quatro nutrientes que compõe os ossos, Vitaminas C e K que são responsáveis por uma boa densidade, o potássio que serve de proteção contra ácidos metabólicos, e cálcio.
Há uma imensa gama de alimentos para incluir na dieta que contribuem para a prevenção de doenças.

É de grande importância reforçar a o impacto de uma boa alimentação ao longo da vida, muitas vezes os sinais que sua alimentação está irregular só aparece junto a idade, impactando diretamente na longevidade.

Os exercícios físicos fazem parte da lista de garantias para chegar bem a terceira idade. Eles contribuem para a qualidade de vida e diminuindo os ricos de doenças como a demência, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, câncer, depressão, problemas reumatológicos e ortopédicos.

A prática de exercícios físicos traz benefícios para a saúde e contribuem para a elevação da expectativa de vida, enganasse quem pensa que há necessidade de ter um grande espaço de tempo reservado para está prática, caminhadas, alongamentos e pequenas mudanças que te tiram do sedentarismo, fazem uma grande diferença. Se movimentar, eleva os anos a serem vividos e diminui os obstáculos para obter longevidade e saúde.

Realizar essas atividades também ajuda na movimentação dentro de casa, seja realizando a rotina de casa ou pegando objetos sem auxilio de terceiros.

Não é somente na independência que se movimentar ajuda, ela também contribui para relacionamentos interpessoais, uma vez que realizar atividades físicas é melhor em grupo, assim os indivíduos não se sentem excluídos e isolados da sociedade.

Os exercícios físicos fazem parte da lista de garantias para chegar bem a terceira idade. Eles contribuem para a qualidade de vida e diminuindo os ricos de doenças como a demência, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, câncer, depressão, problemas reumatológicos e ortopédicos.

Também é necessário cuidar da mente, realizar alguns exercícios de memória que contribuam para a diminuição do risco de desenvolver demência. Não se isolar e praticar atividades em grupo auxilia na motivação e previne diminui doenças mentais decorrentes do isolamento e sensação de abandono.

Quando se cuida da saúde, do corpo da mente aumenta-se a chance de chegar na terceira idade de maneira mais e feliz e leve.

Muitos idosos deixam de se cuidar com o passar dos anos, deixam alguns objetivos de lado por conta da rotina e dos imprevistos que vão surgindo, e um dos primeiros passos para se chegar feliz na terceira idade, é estabelecer propósitos a serem seguidos ir atrás dos sonhos que ficaram no caminho e idealizar novas metas.
Ainda há um tabu em questão de idosos manterem as relações sexuais, o que muitas pessoas não sabem é que este é um dos fatores
que influenciam no bem estar e felicidade.

Ir ao médico é importante para ter um acompanhamento profissional e prevenir doenças, uma vez que o corpo com o passar dos anos se torna mais vulnerável.


Seus hábitos atuais contribuem para um envelhecimento saudável?